Dia 22 – traphoto_garrafa

Durante o dia de ontem decidi que não posso viver em função de ser #mãe, #esposa, do trabalho, da lida da casa…. Que tudo isso tem o seu lugar mas que EU preciso de dar lugar na minha vida e no meu dia a dia a mim.

Parece estranho, mas não é.

Adoro ser mãe, talvez seja a coisa que mais gosto de ser. Mas não chega para eu ser completamente #feliz.

Adoro o meu marido (na maior parte dos dias 🤭), mas não chega para eu ser completamente feliz.

Adoro o meu trabalho, apesar de muitas vezes resmungar de ter que o fazer, mas não chega para eu ser completamente feliz.

A lida da casa não é algo que adoro, mas que em certos momentos e em algumas tarefas me deixa bastante satisfeita, mas não chega para eu ser completamente feliz.

Então ontem depois de um dia merdoso eu decidi que tinha que arranjar uma #garrafa de #oxigénio para mim. Algo que me desse energia, mas ao mesmo tempo #tranquilidade. Algo que me permitisse ouvir os meus pensamentos, ou talvez não algo que fizesse com que eu parasse constantemente de pensar em tudo o que tenho para fazer.

E por isso hoje eu fui à #praia logo depois de deixar os dois, cada um na sua escola.

Sozinha.

Caminhei 5Km.

Tinha apenas como objetivo andar e desfrutar daquela paz.

Foi bom para o meu corpo e para a minha mente. O #sal e o #sol sempre foram algo que me fizeram feliz.



Acho que esse será o truque procurar fazer coisas que sempre me fizeram felizes pois é aí nesse lugar que o meu EU está. É aí que eu vou buscar forças para continuar aqui.

#trapices #vidademae #vidademulher #eu #aomeuencontro #paz #tomalágustavosntos #traphoto #desafio #umafotopordia #desafiofotografico #traphoto_garrafa

My bottle of oxygen… Water, salt and sand.

Apreciar

A vida é muitas vezes dura.

Batemos de frente com realidades que são muitas vezes piores que a nossa.

Mas também convivemos com pessoas que do nosso ponto de vista têm a vida mais fácil que a nossa.

Cada vez mais tenho a certeza que temos que viver cada dia e agradecer a Deus pelas suas bênçãos. Não devemos olhar para o outro e invejar/comparar aquilo que ele tem com o que nós temos.

Para mim ter uma vida boa é desfrutar de coisas pequenas como fazer bolinhos com a filha.

Rir com vontade do fato dela aproveitar a farinha para fazer desenhos. E ao mesmo tempo não deixar de pensar que ela um dia será, quem sabe, uma artista.

Ficar feliz porque ela apesar de não comer bolos insistir em levá-los para a escola para repartir com os amigos.

Sentir que estou a criar um bom ser humano quando ela faz questão e fica feliz por partilhar com os outros.

Dar graças e valorozar os pequenos detalhes, como por exemplo o fato de o Pedro já comer uma bolacha inteira pela mão dele. E ao mesmo tempo já ter a esperteza para a dividir com o cão quando já está farto de comida.

Pensar ao fim de um dia, que não teve nada de especial, que na verdade para mim para ser feliz bastaria que fossem todos assim.

Está bem podiam ser todos assim excepto a chuva que uma mãe tem sempre roupa para secar.

Vida de mãe (cansada)

A semana ainda vai a meio e eu já estou a rezar pelo fim de semana.

Conciliar trabalho e dois filhos é complicado.

Faz-se mas o corpo já acusa o cansaço.

Faço mil e um planos de coisas que quero fazer depois deles estarem a dormir mas acaba tudo sempre por sair furado.

Estou muito cansada mas quando tenho nos braços os meus filhos nem me dou conta disso.

#trapices #vidademãe #mãe #mãededois #mãeblogger #feliz #filhoslindossãoosmeus #mom #mother #maededois