Eu, mãe, mulher...

Uma noite de “folga”

Fui (fomos) usufruir do presente de Natal que o meu marido me ofereceu.

Fomos ouvir o concerto da Luísa Sobral. Já conhecia a sua rosa, ouvi muitas vezes no spotify… mas hoje ao vivo teve outro sabor.

Esta noite de folga só foi possível graças ao apoio dos avós. Se não tivéssemos uns avós próximo e com disponibilidade para acolher os miúdos nada disto era possível.

A folga de hoje incluiu jantar fora e tudo. Os meninos ficaram a dormir na casa dos avós e ao fim de quase 7 meses vou dormir (ou não porque já me conheço) sem o Pedro estar ao meu lado.

Ele não dorme comigo, mas está à distância de um braço. Conheco-lhe todos os ruídos e o que significam. Já sei que perdeu a chucha e que vai chorar mesmo antes dele o fazer… É por isso que hoje, apesar de saber que ele está bem, não vou conseguir dormir apenas vou estar de olhos fechados à espera da manhã.

É nestas alturas que eu sei porque a minha mãe não dormia enquanto eu não chegava a casa… aiii ainda vêm longe esses dias e eu já sofro.

Eu sei sou tola… soy sim uma mãe tola!

Ps: agora já posso ouvir a rosa no carro porque já tenho o cd, autografado e dedicado a todos os membros da família. A minha família, fruto do amor, amor esse que ela canta tão bem!

Dias Felizes, Eu, mãe, mulher..., Moms and Kids

Pequenas coisas…

… grande valor!

Hoje deixei o Pedro com o pai e fui levar a Madalena à escola.

No meu carro o rádio anda sempre ligado, 95% das vezes na Rádio Comercial… os 5% que sobram é a ouvir o cd do Panda e os Caricas.

A viagem que faço até à escola dela, escola sim, que ela não gosta que eu lhe chame Creche porque já é crescida, é curta e demoro no máximo 5 minutos a chegar lá.

Assim que arranquei com o carro começou a dar a música da Carolina Deslandes, a Vida Toda. Adoro a Carolina, e ouço muitas vezes cá em casa e por isso a Madalena também é fã. Mas hoje esta música fez-me ganhar o dia, o mês, o ano, a vida toda… Porquê??

Porque fui o caminho todo a cantá-la com a Madalena, que a sabe de uma ponta à outra…  Enquanto estávamos a Mas não foi só isso foi ela a meio da música ela dizer-me: “mãe tens uma voz tão suave.”

E eu respondi-lhe: “oh filha,  há tantas pessoas com uma voz mais bonita que a da mãe.”

E ela responde: “Mas para mim não, tu é que tens a voz mais bonita do Mundo!”

E com estas palavrinhas apenas, meteu-me uma lágrima no olho e o coração quente. 

 

 

Eu, mãe, mulher..., Moms and Kids

Cinderela… a minha

A Madalena ADORA cantar. Passa o tempo todo a cantar, mesmo quando devia estar calada. Defeito herdado de mim que sou uma tagarela. Esta sempre foi uma característica que me definiu e não me incomoda que ela seja assim. Não quero que ela mude e que seja uma menina quieta e calada só para me agradar.

Voltando às cantigas da Madalena, ela nem sempre canta canções perceptíveis. Muitas vezes inventa (cria) as letras e até inventa as músicas.

Hoje acordou a cantar a música da Cinderela do Carlos Paião. O mais espantoso é que apesar de eu saber a música e até gostar dela não me recordo de a ter colocado a tocar uma única vez cá em casa desde que ela nasceu.

Ela ouviu/aprendeu na escola.

Fiquei muito feliz por ver que a minha filha aprendeu e gosta de uma música que me leva para a infância e para os dias felizes que tive.

Espero que daqui a uns anos quando ela for crescida, quem sabe mãe, ouça esta pérola da música portuguesa e viaje no tempo assim como eu!

Eu, mãe, mulher...

Se isto não chega tens o Mundo ao contrário…

Hoje de manhã ouvi a música dos Xutos e graças a ela fiz toda uma análise de como a minha vida está. Isto de estar grávida faz com que uma pessoa se perca em pensamentos doidos.

 

 

Á medida em que a música ia avançando ficava mais convencida que ando a perder tempo com coisas que não importam. Que pequenas guerras não valem de nada, que tenho que desfrutar mais do tempo e das coisas/pessoas que tenho à minha volta.

Resumo da coisa ao fim dos cerca de 4 min de música e de algumas lágrimas derramadas foi o seguinte:

Se gosto de ti,
Se gostas de mim,
Se isto não chega
Tens o Mundo ao contrário.

Ouviste bem?!?!?

Moms and Kids

O casamento dela

Hoje enquanto ouvíamos a música do Agir em que ele usou imagens do próprio casamento para o video eu e a Madalena tivemos a seguinte conversa:

Madalena: Oh mãe eu quero casar-me!

Eu: Claro que sim filha, quando fores crescida podes casar.

Madalena: Mas eu quero casar agora!

Eu: Madalena tu és muito pequena, só podes casar quando fores crescida.

Madalena: Mas eu quero casar agora…

Eu: Mas para casar precisas de várias coisas primeiro. Precisas de crescer e de um namorado para casares. 

Madalena: Oh mãe eu namorado já tenho!

Eu: Ai é? Mas quem é o teu namorado?

Madalena: O Tiago, mãe!

Eu: Mas olha que para casares é preciso que ele também queira. Achas que o Tiago quer casar contigo?

Madalena: Não sei, mas tenho que tratar disso!!!

Pronto com esta fiquei arrumada!!!!

Já estou a começar a prever que vou te muitos problemas com esta menina! Ou então não, ela simplesmente sabe bem o que quer e que para isso tem que se meter ao caminho e lutar!

Agora ouçam a musica e sejam felizes!