Andei a brincar às bonecas

Sempre adorei trabalhos manuais. Não sou muito prendada, mas acredito que se tivesse mais tempo, ou se dedicasse mais tempo a estas coisas até não me saía mal.

Ontem tive que refazer uma almofada que estava rota e com o mexer em retalhos e linhas lembrei-me de como era feliz quando a minha mãe me fazia roupa para as bonecas. Sentia-me muito orgulhosa e vaidosa porque mais ninguém tinha roupas iguais às minhas. Mal eu compreendia, na altura, que a minha mãe me as fazia porque não havia dinheiro para gastar em roupa de bonecas e apenas queria ver a sua filha feliz.

Hoje sou uma pessoa melhor devido a estas pequenas coisas. Os meus pais passaram-me bons valores que eu quero passar aos meus filhos. Não quero que eles tomem tudo como garantido e cheio de facilitismos. Nada disso vão ter que lutar pelas coisas que querem e perceberem o valor e o custo das coisas. Mas isso são outras conversas, agora estava a falar de bonecas e retalhos.

Lá tentei fazer umas roupas para a boneca Ariel que a Madalena escolheu propositadamente para o efeito. A boneca tem um formato de corpo diferente, tem uma cintura fina muito subida, ancas largas e peito pequeno. Felizmente as bonecas agora já têm tipos de corpo diferentes da típica barbie.

Não são as roupas mais perfeitas do Mundo mas, são certamente as que estão mais carregadas de amor e dedicação. Na verdade deu-me muito gozo estar de volta dos panos e das linhas a brincar às bonecas. Quem sabe daqui a uns anos a minha filha faça o mesmo para a sua filha e se lembre deste dia.

Confesso-vos que estou cheia de vontade de voltar a pegar na máquina de costura e voltar a fazer mais coisas.

Quando for velha, se não estiver cegueta, terei sempre ocupação.

Clutch para fraldas e toalhetes

Agora que a M. já não precisa de andar acompanhada com um arsenal de coisas atrás quando saímos só por um bocado. Basta-me levar uma fralda e os toalhetes e está pronta para irmos dar um passeio. Deparei-me então com o a questão onde vou eu meter 1 fralda e a embalagem dos toalhetes. Já usei várias técnicas inclusive a de meter tudo para dentro da minha mala à balda. Confesso que é muito bom voltar a andar apenas com a nossa mala de mão. Mas depois esqueço-me que tenho uma fralda na mala e quando vou pagar alguma coisa acaba sempre por saltar à vista. Lá fui eu procurar soluções então descobri que há umas clutch para levar estas coisas. Fiquei fã do que vi e já vou reservar um tempo livre (ah ah ah ah tempo livre tens muita piada!!!) para fazer uma coisa parecida com uma destas. 

Personalizar roupa de ganga

Ando com muita vontade de dar novamente uso à minha maquina de costura. O presente fantástico que o meu marido me deu no Natal. E que não tenho dado muito uso porque ando sempre a mil!
Andei às voltas no pinterest e vi estas ideias fantásticas.