Os meus patinhos

Uma das coisas que me dá mais prazer é ver os meus filhos a brincar. Se brincarem os dois juntos sem choros e gritos pelo meio melhor ainda. Espero pelo dia em que isso aconteça, por agora é vou gerindo como posso toda esta dinâmica.

Apreciar

A vida é muitas vezes dura.

Batemos de frente com realidades que são muitas vezes piores que a nossa.

Mas também convivemos com pessoas que do nosso ponto de vista têm a vida mais fácil que a nossa.

Cada vez mais tenho a certeza que temos que viver cada dia e agradecer a Deus pelas suas bênçãos. Não devemos olhar para o outro e invejar/comparar aquilo que ele tem com o que nós temos.

Para mim ter uma vida boa é desfrutar de coisas pequenas como fazer bolinhos com a filha.

Rir com vontade do fato dela aproveitar a farinha para fazer desenhos. E ao mesmo tempo não deixar de pensar que ela um dia será, quem sabe, uma artista.

Ficar feliz porque ela apesar de não comer bolos insistir em levá-los para a escola para repartir com os amigos.

Sentir que estou a criar um bom ser humano quando ela faz questão e fica feliz por partilhar com os outros.

Dar graças e valorozar os pequenos detalhes, como por exemplo o fato de o Pedro já comer uma bolacha inteira pela mão dele. E ao mesmo tempo já ter a esperteza para a dividir com o cão quando já está farto de comida.

Pensar ao fim de um dia, que não teve nada de especial, que na verdade para mim para ser feliz bastaria que fossem todos assim.

Está bem podiam ser todos assim excepto a chuva que uma mãe tem sempre roupa para secar.

Fim de semana é para descansar.

Só que não!

Este foi um fim de semana cheio de coisas boas e muito pouco descanso.

A Nossa Casa

Na escola estão a fazer trabalhos com formas geométricas e ela fez uma  casa é um  chupa-chupa. A casa até entendo mas o chupa nem por isso porque ela nunca comeu nenhum nem quer comer.
20171018_173557
A minha leitura é: a nossa casa é como um chupa-chupa muito doce.